Jornal JF no mundo
Notícias de Juiz de Fora e do mundo
23
Setembro
Juiz de Fora
Domingo


 

Digite o conteúdo da pesquisa:


O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, aceitou a oferta para se reunir com o líder norte-coreano Kim Jong-un, após mais de um ano de ofensas e ameaças mútuas.
09-03-2018
Mundo
Mais recentemente, em 3 de janeiro, Trump escreveu: "O líder norte-coreano Kim Jong-un disse que tem o botão nuclear sempre em seu escritório .

Segundo representante da Coreia do Sul, encontro entre Kim Jong-un e Trump pode acontecer até maio


Segundo representante da Coreia do Sul, encontro entre Kim Jong-un e Trump pode acontecer até maio


"Homem-foguete" e "lunático" são apenas alguns dos vários insultos trocados entre os dois governantes. A animosidade entre eles alcançou o ápice quando Kim Jong-un chamou Trump de "dotard" em discurso no dia 19 de setembro, fazendo o mundo correr atrás de dicionários para aprender o significado dessa palavra - que quer dizer "idoso com deficiências físicas e mentais".


A declaração foi uma resposta a um discurso de Trump, também de setembro, no qual afirmou que iria "destruir totalmente" a Coreia do Norte. Ao falar na abertura da Assembleia-Geral das Nações Unidas, o presidente dos EUA também disse que o "pequeno homem-foguete" estava numa "missão suicida".


Em defesa do norte-coreano, a mídia estatal de seu país iniciou uma campanha de ofensas ao norte-americano. Insultar o "líder supremo da Coreia do Norte" e atacar a dignidade das chamas "grandes pessoas do Monte Paektu" (familiares de Kim Jong-un) são atos puníveis com pena de morte no país.


"Cogumelo venenoso", "minhoca", "gangster", "criminoso", "cão raivoso", "velho" e "lunático" são algumas das recentes expressões usadas pela mídia norte-coreana para descrever Trump, que se empenhou em responder aos "ataques".


Ao ser chamado de "velho", o presidente americano rebateu dizendo que nunca chamou Kim Jong-un de "baixinho e gordo".


"Trump é uma minhoca, um cogumelo venenoso" e um "velho perigoso", disse a agência norte-coreana KCNA no dia 26 de setembro.


"Um ser humano dispersivo, um hooligan político, um criminoso e uma pessoa infantil", disse o jornal diário estatal Rodong Sinmun, também em setembro.


Kim Jong-un propôs encontro com Trump e iniciou reaproximação com a Coreia do Sul, após ano marcado por testes nucleares e ameaças | Foto: KCNA


 Kim Jong-un propôs encontro com Trump e iniciou reaproximação com a Coreia do Sul, após ano marcado por testes nucleares e ameaças


Mais recentemente, em 3 de janeiro, Trump escreveu: "O líder norte-coreano Kim Jong-un disse que tem o botão nuclear sempre em seu escritório . Alguém deste debilitado e famélico regime deve informá-lo que eu também tenho um botão nuclear, maior e mais poderoso que o dele, e que o meu botão funciona."


A mídia estatal da Coreia do Norte respondeu chamando o presidente americano de "psicopata", "lunático imprudente" e "perdedor". E classificou a declaração dele de "latido de um cão raivoso".


O jornal Rodong Sinmun afirmou que o mundo estava preocupado com a "doença mental" de Trump, acrescentando que o botão nuclear dos EUA está nas mãos de um "louco antiquado".


Dificilmente Trump e Kim Jong-un usarão esse linguajar um com o outro, pessoalmente, se eles realmente se reunirem em maio

 

Comentários
Todos os comentário são validados.
Seus comentários serão exibidos somente após a validação.
Nome:
E-mail:
Comentário:
Desejo receber notícias.
 

 






Links úteis
Globo Imóbeis Ltda

 




Jornal JF no mundo
Notícias de Juiz de Fora e do mundo
Barbosa Lima, 135- Centro
Juiz de Fora-MG 36.010-050
E-mail: jornaljfnomundo@gmail.com
Telefone: (32) 3213-0216 ou (32) 99967-8526
Expediente
23
Setembro
Juiz de Fora