Jornal JF no mundo
Notícias de Juiz de Fora e do mundo
21
Outubro
Juiz de Fora
Domingo


 

Digite o conteúdo da pesquisa:


Ministro diz crer que 'bom senso' evitará greve de policiais na Copa
21-05-2014
Política
'Pessoas têm responsabilidade', disse Gilberto Carvalho (Secretaria Geral). Ele participou da última etapa de diálogos com sociedade sobre a Copa.

 O ministro da Secretaria Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, afirmou nesta terça-feira (20) que o governo confia no "bom senso" para que não ocorram greves de políciais durante a Copa do Mundo de 2014.

Antes de entrar no último encontro do evento Diálogos com a Sociedade sobre a Copa, em Brasília, o ministro afirmou que as pessoas entendem a importância do mundial.

"Estamos apostando no bom senso das pessoas e acreditamos que essa movimentação pré-Copa não vai acontecer durante a Copa porque entendemos que as pessoas têm responsabilidade e sabem o que significa para o país um evento desse", disse Carvalho.

Sindicatos de policiais de vários estados anunciaram greve para esta quarta-feira (21).

O ministro afirmou que está havendo um trabalho permanente de diálogo com as polícias. Ele disse não acreditar que em greve entre junho e julho, porque as pessoas "têm noção do que significa isso". Na última semana, algumas das cidades-sede da Copa enfrentaram greves de policiais. Em Recife e região, aumentou o número de saques e assaltos.

"O evento de Recife mostrou com muita clareza o que você provoca, e não é para o governo, é para o povo. Sinceramente, não consigo imaginar uma situação dessa", comentou Carvalho.

Diálogos para a Copa
O ministro conversou com jornalistas antes do início do último encontro do evento Diálogos com a Sociedade sobre a Copa, realizado pela Secretaria Geral da Presidência da República com representantes de movimentos sociais e sindicatos nas 12 cidades-sede da Copa do Mundo.

Na avaliação do ministro Gilberto Carvalho, o balanço final dos encontros é positivo, mas, segundo ele, o governo deveria ter dialogado antes com a sociedade.

"Houve um profundo debate. Na medida em que eram 30, 40 falantes em cada reunião, houve muito diálogo. Nós ouvimos muito, falávamos de volta.  Houve essa disposição, e quase que uma raiva da gente, do governo, por não termos dado essas informações diretamente antes. Essa foi uma queixa generalizada, sobretudo das lideranças dos movimentos sociais, de não terem sido municiados de informações a tempo", relatou o ministro.

Segundo Carvalho, foi firmado um compromisso com as lideranças de que, após a Copa, ele voltará às cidades-sede para conversar sobre as obras que não ficaram prontas a tempo do Mundial, mas que ficarão prontas para a população.

 

Fotos

 

Comentários
Todos os comentário são validados.
Seus comentários serão exibidos somente após a validação.
Nome:
E-mail:
Comentário:
Desejo receber notícias.
 

 






Links úteis
Globo Imóbeis Ltda

 




Jornal JF no mundo
Notícias de Juiz de Fora e do mundo
Barbosa Lima, 135- Centro
Juiz de Fora-MG 36.010-050
E-mail: jornaljfnomundo@gmail.com
Telefone: (32) 3213-0216 ou (32) 99967-8526
Expediente
21
Outubro
Juiz de Fora