Jornal JF no mundo
Notícias de Juiz de Fora e do mundo
20
Fevereiro
Juiz de Fora
Quinta


 

Digite o conteúdo da pesquisa:


Estado libera recursos para combate ao Aedes aegypti em 14 cidades da Zona da Mata e Vertentes
29-05-2019
Saúde
Muriaé, Viçosa e São João del Rei estão entre as contempladas. Verbas devem ser usadas intensificar as medidas de vigilância, prevenção e controle das doenças.

Quatorze cidades da Zona da Mata e Campo das Vertentes estão entre as 72 que vão receber recursos do governo de Minas Gerais para intensificar as medidas de vigilância, prevenção e controle das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti.




Segundo a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) serão repassados R$ 560 mil aos municípios da região: Muriaé receberá R$ 200 mil; São João del Rei e Viçosa, R$ 70 mil; as outras cidades vão receber R$ 20 mil.




O cálculo para o repasse leva em consideração o número de habitantes, conforme os critérios que constam na resolução desta segunda-feira (27) na página da SES-MG, que prevê liberação de um total de R$ 2.380 milhões. (Confira tabela abaixo)




Na região, Viçosa decretou estado de emergência em saúde pública há uma semana por causa da dengue. O Ministério Público ingressou com ação civil pública na 2ª Vara Cível contra a Prefeitura por considerar "insuficientes" as medidas de combate às doenças transmitidas pelo Aedes aegypti.




Os municípios contemplados são:


No dia 23 de abril, o governo de Minas decretou situação de emergência em saúde pública em parte do estado como medida para conter o avanço da dengue. O ato, que foi publicado no Diário Oficial de Minas Gerais, abrange o Centro, Noroeste, Norte, Oeste e Triângulo Mineiro.




Casos de dengue na região


Juiz de Fora teve duas mortes por dengue confirmadas no boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), divulgado nesta terça-feira (28). Estes foram os primeiros óbitos em cidade da Zona da Mata neste ano, dos 65 confirmados no Estado.




As identidades das vítimas que tiveram o diagnóstico confirmado não foram divulgadas. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, outros seis casos seguem em investigação para a doença. O mais recente foi o de uma jovem de 28 anos, moradora do Bairro Eldorado, notificado nesta segunda-feira (27).




Conforme o boletim, Juiz de Fora tem 1.281 casos prováveis neste ano e, pela segunda semana consecutiva, registrou incidência alta, de 386,67. No ano, foram 221 casos prováveis de chikungunya, incidência de 36,16 (baixa); e oito de zika, com incidência de 1,42 (baixa).




Na divulgação, consta ainda que 34 cidades da Zona da Mata e Campo das Vertentes registraram 153 novos casos prováveis de dengue na última semana: Cataguases, Chácara, Coimbra, Desterro do Melo, Dona Euzébia, Eugenópolis, Guarani, Guarará, Guidoval, Guiricema, Juiz de Fora, Leopoldina, Lima Duarte, Mar de Espanha, Mercês, Muriaé, Pequeri, Piraúba, Presidente Bernardes, Recreio, Rio Novo, Rio Pomba, Rochedo de Minas, Santa Cruz de Minas, Santos Dumont, São João del Rei, São João Nepomuceno, Senador Firmino, Tabuleiro, Tocantins, Ubá, Viçosa, Visconde do Rio Branco, Volta Grande.




A SES-MG considera como casos prováveis a soma entre suspeitos e confirmados. Pela terceira semana, o maior número de casos prováveis de dengue na última semana foi registrado no município de Visconde do Rio Branco com 51 novos casos da doença.






Incidência


Em relação às cidades citadas na resolução, a maior incidência ocorre em Senador Cortes, com 1.494,77; seguida de Goianá (1.192,89) e Chácara (1.025,31), segundo dados atualizados do boletim epidemiológico divulgado nesta terça (28).




Os demais municípios contemplados nesta resolução possuem as seguintes incidências: Coronel Pacheco (876,62); Pequeri (845,92); Rodeiro (825,93); Eugenópolis (793,37); Muriaé (721,47); Bicas (679,09); São João del Rei (629,09); Recreio (551,65); Viçosa (532,66); Mercês (401,12) e Mar de Espanha (353,63).




A estratificação dos valores utilizados pela SES-MG contribuem para avaliação, planejamento e orientação das medidas de controle vetorial e ações de vigilância em saúde.




Incidência baixa: menos de 100 casos prováveis por 100.000 habitantes;


Incidência média: 100 a 299 casos prováveis por 100.000 habitantes;


Incidência alta: de 300 a 499 casos prováveis por 100.000 habitantes;


Incidência muito alta: mais de 500 casos prováveis por 100.000 habitantes.


De acordo com o boletim do Estado, a taxa de incidência estima risco de ocorrência da dengue em uma determinada população em intervalo de tempo também determinado e a população exposta ao risco de adquirir a doença.


 

 

Comentários
Todos os comentário são validados.
Seus comentários serão exibidos somente após a validação.
Nome:
E-mail:
Comentário:
Desejo receber notícias.
 

 






Links úteis
Globo Imóbeis Ltda

 




Jornal JF no mundo
Notícias de Juiz de Fora e do mundo
Barbosa Lima, 135- Centro
Juiz de Fora-MG 36.010-050
E-mail: paula.jf@hotmail.com
Telefone: (32) 3213-0216 ou (32) 99967-8526
Expediente
20
Fevereiro
Juiz de Fora