Jornal JF no mundo
Notícias de Juiz de Fora e do mundo
19
Junho
Juiz de Fora
Terça


 

Digite o conteúdo da pesquisa:


Cruzeiro pressiona Vasco, mas só empata em despedida do Mineirão antes da Copa
07-06-2018
Esportes
Time celeste chegou a 17 pontos na tabela do Brasileiro e caiu duas posições

Em seu último jogo no Mineirão antes da pausa para a Copa do Mundo, o Cruzeiro ficou somente no empate por 1 a 1 com o Vasco, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os cariocas saíram na frente com Andrey, aos 21min do primeiro tempo. A Raposa empatou em conclusão de Raniel, aos 15min da etapa final. O resultado na noite desta quarta-feira frustrou os torcedores, que compareceram ao estádio à espera de um triunfo que fizesse a equipe colar no Flamengo, primeiro colocado da competição, com 20 pontos. Por sua vez, o grupo celeste reclamou com o árbitro paulista Luiz Flávio de Oliveira a não marcação de dois pênaltis no lateral-direito Edilson e no atacante Raniel.


O tropeço em casa fez o Cruzeiro cair do segundo para o quarto lugar na Série A, com 17 pontos – um a menos que o vice-líder Sport, que soma 18, e em desvantagem no saldo de gols para o terceiro colocado Palmeiras (7 a 3). Nesta quinta-feira, a equipe descerá dois degraus na tabela caso Atlético e Fluminense vençam, respectivamente, América (Independência, às 21h) e Flamengo (Mané Garrincha, em Brasília, às 20h).




Na sequência do Brasileiro, o Cruzeiro terá dois compromissos longe de Belo Horizonte. No sábado, às 19h, enfrentará a Chapecoense na Arena Condá, em Chapecó. Na quarta-feira (13/6), às 19h30, pegará o Paraná na Vila Capanema, em Curitiba. Depois disso, a competição será interrompida por um mês, durante a realização da Copa (14 de junho a 15 de julho). O regresso da Raposa a BH será na 13ª rodada, em clássico com o América. A CBF ainda confirmará a data e o horário do confronto, que será realizado no Mineirão.




Já o Vasco ficou na 13ª posição, com 12 pontos. O jogo contra o Sport no sábado, às 19h, em São Januário, deverá marcar a reestreia do técnico Jorginho à frente do clube.




O jogo




Embalado em virtude das vitórias obtidas sobre Santos, Palmeiras e Ceará (todas por 1 a 0), o Cruzeiro teve na partida contra o Vasco uma boa chance para manter a caça ao líder Flamengo. O técnico Mano Menezes fez poucas alterações na espinha dorsal da equipe. No meio-campo, Henrique entrou no lugar de Lucas Romero, que foi poupado por causa de um corte no pé. No ataque, Raniel substituiu o suspenso Rafinha. Apenas o regresso de Robinho na vaga de Bruno Silva ocorreu por opção do treinador.


O Cruzeiro registrou mais de 60% de posse de bola no primeiro tempo, mas não converteu o volume de jogo em gols. Aos 7min, Dedé cabeceou ao lado direito do goleiro Fernando Miguel. Aos 8min, foi a vez de Thiago Neves chutar por cima após assistência de Raniel. Aos 15min, o Vasco respondeu perigosamente: em cobrança de falta de Yago Pikachu, Fábio conseguiu desviar com a ponta dos dedos na bola, que explodiu no travessão.




Aos 21min, o lateral-esquerdo Egídio falhou bisonhamente ao tentar afastar a bola de três dedos no campo de defesa e acabou desarmado por Andrey, que carregou a redonda e chutou bonito no ângulo, sem chances para Fábio: 1 a 0. Literalmente, foi um presente para o Vasco, que pouco pegava na bola e priorizava fechar os espaços para que o Cruzeiro não atacasse pelo meio. Tanto que a Raposa insistiu em cruzamentos malsucedidos e praticamente não preocupou Fernando Miguel. 




Mesmo sem ter produzido tanto, o Cruzeiro teve um motivo para reclamar nos 45 minutos iniciais. Aos 19min, o lateral-direito Edilson foi derrubado ao levar um carrinho do volante argentino Desábato na grande área. Contudo, o árbitro Luiz Flávio de Oliveira mandou seguir o lance. No intervalo, o camisa 22 cruzeirense questionou com o juiz o não assinalamento da infração.




No começo do segundo tempo, Mano Menezes mexeu na estrutura tática do Cruzeiro: trocou o volante Lucas Silva pelo atacante Marcelo. E logo aos 15min, veio o gol de empate. Após passe rasteiro de Dedé, Rafael Sobis escorou para Raniel, que tocou na saída de Fernando Miguel e balançou a rede: 1 a 1.




Na base do abafa, o Cruzeiro procurou intensificar a pressão, mas a bola insistiu em não entrar. Henrique, Dedé, Raniel e Bruno Silva acabaram errando o alvo em finalizações oriundas de cruzamentos. Assim como na etapa inicial, os cruzeirenses reclamaram outra penalidade máxima, num lance em que Paulão teria empurrado Raniel, aos 39min. Nessa jogada, Luiz Flávio de Oliveira marcou apenas escanteio, gerando revolta e frustração nos torcedores presentes no Mineirão.


CRUZEIRO 1X1 VASCO




CRUZEIRO


Fábio; Edilson, Dedé, Leo e Egídio; Henrique e Lucas Silva (Marcelo, aos 14min do 2ºT); Robinho, Thiago Neves e Rafael Sobis (Bruno Silva, aos 30min do 2ºT); Raniel


Técnico: Mano Menezes




VASCO


Fernando Miguel; Luiz Gustavo (Wellington, aos 29min do 2ºT), Paulão, Ricardo Graça e Henrique; Desábato, Andrey e Bruno Cosendey (Evander, aos 17min do 2ºT); Yago Pikachu e Wagner (Giovanni Augusto, aos 10min do 2ºT); Andrés Rios


Técnico: Valdir Bigode




Gols: Raniel, aos 15min do 2ºT (CRU); Andrey, aos 21min do 1ºT (VAS)


Cartão amarelo: Wagner, aos 44min do 1ºT. Yago Pikachu (VAS)


Motivo: 10ª rodada do Campeonato Brasileiro


Local: Mineirão


Data: quarta-feira, 6 de junho de 2018


Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (FIFA/SP)


Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Fábio Rogério Baesteiro (SP)


Pagantes: 19.870


Presentes: 23.725


Renda: R$ 411.772,00


 

Fotos

 

Comentários
Todos os comentário são validados.
Seus comentários serão exibidos somente após a validação.
Nome:
E-mail:
Comentário:
Desejo receber notícias.
 

 






Links úteis
Globo Imóbeis Ltda

 




Jornal JF no mundo
Notícias de Juiz de Fora e do mundo
Barbosa Lima, 135- Centro
Juiz de Fora-MG 36.010-050
E-mail: jornaljfnomundo@gmail.com
Telefone: (32) 3213-0216 ou (32) 99967-8526
Expediente
19
Junho
Juiz de Fora