Jornal JF no mundo
Notícias de Juiz de Fora e do mundo
22
Junho
Juiz de Fora
Sexta


 

Digite o conteúdo da pesquisa:


Chuva causa alagamentos e transtornos em cidades da Zona da Mata
12-03-2018
Cidade
Prefeitura de Ubá decretou Situação de Emergência; Rio Muriaé subiu mais de três metros. Em Eugenópolis, ruas afetadas por alagamento passam por limpeza.

A chuva que atingiu cidades da Zona da Mata durante o final de semana causou transtornos. Ubá, Eugenópolis, Muriaé e Juiz de Fora registraram alagamentos, quedas de barreiras e interdição de imóveis. Não houve nenhuma vítima fatal.


Em Ubá, o prefeito Edson Teixeira Filho decretou situação de emergência neste domingo (11). De acordo com o levantamento da Prefeitura, 10 mil pessoas foram diretamente atingidas pelas chuvas. Uma família está desabrigada e foi encaminhada para a Casa Cidadã. Outras 130 famílias ficaram desalojadas e perderam cerca de 80% dos bens pessoais.


Já em Juiz de Fora, a chuva que caiu na noite de sábado (10) é considerada pela Prefeitura a maior dos últimos anos. Foram registrados 59 chamados até a tarde deste domingo.


O rio que dá noma à cidade de Muriaé chegou a 3,49 metros na madrugada desta segunda-feira (12). Foi o índice mais alto registrado em 2018.


Em Eugenópolis, a semana começa com a sequência da limpeza de ruas afetadas pela enchente ds rios Gavião e Lambari na sexta-feira (9).


Bairros de Ubá, na Zona da Mata, tiveram estragos registrados por causa da chuva (Foto: Reprodução/TV Integração)


Bairros de Ubá, na Zona da Mata, tiveram estragos registrados por causa da chuva


Ubá


Pelo menos cinco casas e um estabelecimento comercial foram interditados por risco de desabamento, desabamento de encostas ou muros e alagamentos nos bairros Waldemar de Castro, Pires da Luz e Santa Edwiges e também na Avenida Juscelino kubitschek.


Na área urbana, pontes nos bairros Dico Teixeira e Industrial foram interditadas. Já na zona rural, duas pontes de madeira foram arrastadas pela enxurrada: uma no Bairro Aeroporto, na antiga estrada de Guidoval, e outra no Bairro Santa Rosa, conhecida como ponte de acesso à Zoeira. Outras pontes e ruas sofreram avarias e foram sinalizadas.


Os distritos de Diamante, Miragaia e Ubari também tiveram avarias e são avaiados.


Por causa dos transtornos no acesso a diversas localidades e da necessidade de limpeza em alguns prédios, as aulas na Rede Municipal de Ensino foram suspensas nesta segunda e serão retomadas na terça-feira (13). As creches funcionarão normalmente. Os Jogos Escolares Ubaenses (Jeus), que começariam nesta segunda, foram adiados.


A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) informou que as duas Estações de Tratamento de Água - Miragaia e Peixoto Filho - foram religadas e a previsão é que o abastecimento seja normalizado em toda a cidade até a manhã desta segunda.


Está em andamento uma campanha para arrecadação, principalmente de materiais de limpeza, alimentos e água. As doações podem ser entregues no Fórum Cultural, que fica na Praça São Januário.


Rua Lúcio Bittencourt no Bairro Industrial em Juiz de Fora (Foto: Raul Mourão/Arquivo Pessoal)


Rua Lúcio Bittencourt no Bairro Industrial em Juiz de Fora


Juiz de Fora


A chuva de sábado em Juiz de Fora foi considerada a maior dos últimos anos pela Prefeitura. Até a tarde de domingo, foram registrados 59 chamados pela Defesa Civil - 20 na região Sudeste, 13 na Norte, 11 na Leste, oito na Nordeste, quatro na Oeste, duas no Centro e uma na Sul.


As solicitações foram relacionadas a deslizamentos de taludes, ameaças de deslizamentos de taludes, trincas em piso, ameaças de queda de árvore, infiltração em piso, enxurradas, alagamentos, rua danificada e queda de árvore.


Houve escorregamentos de barranco nos seguintes locais: Rua Henrique Dias, Nova Benfica; Rua Eurico de Melo, e na Rua Bárbara Campagnacci Borboni, Aracy, ambas no Aracy; e na Rua Domingos Del Duca, no Nossa Senhora de Lourdes. Na parte da tarde, entraram pedidos das Ruas Pedro Trogo e Francisco Pereira, ambas no Santo Antônio; e na Rua Angelino Beligoli, no Filgueiras.


Pontos de alagamentos foram registrados nos bairros Industrial, Santa Luzia, Filgueiras, Nova Era, Santo Antônio, Democrata, Mariano Procópio, Terras Altas, Jardim Esperança, Linhares, e Granbery.


Equipes do Departamento de Limpeza Urbana (Demlurb) realizaram a limpeza da barreira que caiu nos bairros Borboleta e no São Pedro. Foi feita lavação e recolhimento de materiais nas vias danificadas no Bairro Jardim Esperança e, nas ruas centrais, foi efetuada a varrição e retirada do barro.


De acordo com a Companhia Municipal de Saneamento (Cesama), duas elevatórias de água foram atingidas pelas chuvas e paralisaram fornecimento. A elevatória do bairro Democrata foi inundada e foi necessário substituir o motor da unidade. Na elevatória do JK, entrou água no quadro elétrico de comando da bomba.


Cheia do Rio Muriaé atingiu bairros ribeirinhos em Muriaé neste fim de semana  (Foto: Prefeitura de Muriaé/Divulgação)


Cheia do Rio Muriaé atingiu bairros ribeirinhos em Muriaé neste fim de semana 


Muriaé


De acordo com a Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec), o nível do Rio Muriaé chegou a 3,49 metros durante a madrugada desta segunda (12), por causa das águas vindas de outras cidades.


Por conta disso, houve alagamentos em ruas dos bairros José Cirilo e Santana. De acordo com a Defesa Civil, os moradores foram avisados durante a manhã de domingo (11) sobre os riscos e conseguiram prevenir os prejuízos. Na manhã desta segunda as equipes farão vistorias em diversos pontos da cidade.


As famílias atingidas são cadastradas e moradores atingidos podem procurar o salão da Igreja Católica do Bairro Patrimônio, onde há o atendimento do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Aeroporto e a Escola Municipal Professora Odaleia Oliveira Morais de Azevedo, no Bairro Barra.


De acordo com a medição dos 14 pluviômetros e da estação hidrológica do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), instalados em diversos pontos da cidade, a média de chuva registrada nas últimas 72 horas foi de 54,28 milímetros. Desde o dia 1º de março, o total foi de 150,44 milímetros.


Um dos bairros mais afetados foi o Bairro Barra que, nas últimas 72h, registrou 108,48 milímetros de chuva e tem acumulado no mês 263 milímetros. Já no Centro, o acumulado dos 12 dias de março chegou a 232,60 milímetros.


De acordo com dados da estação automática do 5º Distrito do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), em Muriáe entre a noite de sábado e a manhã de domingo, foram registrados 101,8 milímetros de chuva. O pico foi o registro de 32,2 milímetros em uma hora.


Rio Muriaé chegou a 3,49 metros na madrugada de segunda (12). De acordo com monitoramento, nesta manhã, volume registra queda do volume de 7 centímetros por hora.  (Foto: Prefeitura de Muriaé/Divulgação)


Rio Muriaé chegou a 3,49 metros na madrugada de segunda (12). De acordo com monitoramento, nesta manhã, volume registra queda do volume de 7 centímetros por hora.


Eugenópolis


Nesta segunda-feira (12), ainda seguem os trabalhos de limpeza e retirada de entulhos das ruas que foram algadas após a cheia dos rios Gavião e Lambari na sexta (9).


De acordo com a assessoria do Executivo, servidores das secretarias de Saúde e de Assistência Social começaram a visitar casas das pessoas afetadas para o levantamento das providências necessárias.


Quatro bairros e a região central foram alagados na manhã de sexta. O abastecimento de água e de energia foi restabelecido no fim de semana.


Bombeiros, PM e Defesa Civil estão atendendo moradores de áreas afetadas em Eugenópolis (Foto: Silvan Alves/Silvan Alves)


Bombeiros, PM e Defesa Civil estão atendendo moradores de áreas afetadas em Eugenópolis




 

Comentários
Todos os comentário são validados.
Seus comentários serão exibidos somente após a validação.
Nome:
E-mail:
Comentário:
Desejo receber notícias.
 

 






Links úteis
Globo Imóbeis Ltda

 




Jornal JF no mundo
Notícias de Juiz de Fora e do mundo
Barbosa Lima, 135- Centro
Juiz de Fora-MG 36.010-050
E-mail: jornaljfnomundo@gmail.com
Telefone: (32) 3213-0216 ou (32) 99967-8526
Expediente
22
Junho
Juiz de Fora